Se você está pensando em comprar um imóvel ainda na planta ou em fase de construção já deve ter ouvido o termo CUB, ou seja, Custo Unitário Básico. A unidade foi criada no ano de 1964 com o objetivo de auxiliar engenheiros, mestres de obra, construtoras e até mesmo quem deseja construir a casa própria a fazer uma estimativa real do orçamento de uma obra. A variação do índice leva em conta os custos da construção civil como: projetos, mão-de-obra, materiais e equipamentos.

De acordo com a Lei 4.591/64 Art. 54, o valor do CUB deve ser divulgado até o quinto dia útil de cada mês e o cálculo é realizado pelo Sindicato da Construção Civil, Sinduscon, de cada região.

Originalmente o CUB abrangia apenas unidades habitacionais, com dois e três dormitórios,  em projetos-padrão de até 12 pavimentos. Além disso, havia as divisões por acabamento. Porém, no ano 2000, a Associação Brasileira de Normas Técnicas ampliou os tipos de construção cobertas pelo CUB, incluindo além dos residenciais, os projetos comerciais, casas populares e galpões.

 

Fonte: Sinduscon

Voltar